5 de mai de 2010

Construção Sustentável


As fortes chuvas que têm castigado as cidades brasileiras ou encontros importantes, como a Cúpula de Copenhague, realizado em dezembro de 2009, que discutiu o futuro do planeta, abrem novos debates sobre sustentabilidade.

No setor da construção civil, mais precisamente no mercado residencial, as notícias e ações têm demonstrado que o empresariado não consegue mais separar o desenvolvimento das práticas ecológicas. Os projetos dos empreendimentos da ACS Incorporadora confirmam esse interesse em práticas mais responsáveis.

As áreas comuns externas do primeiro condomínio residencial da incorporadora, o Belle Ville, localizado no distrito de Barão Geraldo, em Campinas, foram projetadas para receber iluminação com LED, gerando economia de até 70% na conta de luz. Serão instaladas lixeiras para a coleta seletiva do lixo e medidores individualizados de água, diminuindo o consumo em até 30%. E nos quintais, estão previstas a construção de jardins em lugar de áreas cimentadas para aumentar a área de drenagem superficial, bem como piso drenante em frente às residências. Estas foram projetadas para que o aquecimento da água seja feito através de placas de captação solar.

Os futuros empreendimentos da ACS, previstos para os municípios de Hortolândia, Jaguariúna, Paulínia, Sumaré, São Bernardo e região, também serão estruturados com base nas construções sustentáveis, desde a concepção do projeto.

"Acreditamos que se cada empresa, seja ela do setor da construção civil ou não, implementar soluções para minimizar os impactos ambientais poderemos contribuir para o planeta e, principalmente, para a qualidade de vida das pessoas", diz, salientando que este processo de vanguarda é uma tendência necessária e irreversível.

Economicamente corretas

Com uma construção sustentável, os moradores poderão viver por muitos anos, com conforto e economia, em um imóvel que causará o menor impacto possível no meio ambiente tanto em sua construção quanto em sua utilização.

Mas é preciso também conscientização das pessoas para algumas práticas dentro de casa que podem ser eficientes. É possível, por exemplo, optar pela instalação de equipamentos que facilitam a economia de energia elétrica e água, como lâmpadas de baixo consumo, torneiras ou válvulas de descarga com fluxo reduzido e até mesmo aquecedor solar, fonte de energia limpa e renovável, para o chuveiro ou para a piscina. (Fonte: Pra Melhor)

Related Posts with Thumbnails