8 de dez de 2009

Cadeia bovina adere à certificação responsável


O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, participou, nesta segunda-feira (7), em São Paulo, do lançamento do projeto de Certificação de Produção Responsável na Cadeia Bovina da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). O objetivo é promover a sustentabilidade ambiental econômica e social das empresas do setor, bem como controlar a origem da carne consumida pelos brasileiros.

Minc destacou a importância da consciência ambiental desde o início da produção até chegar à mesa do consumidor. "Um acordo como esse vale mais que mil fiscais. O consumo consciente é que faz a diferença. A Abras com esse acordo está estimulando o consumidor a só comprar carne de origem garantida", enfatizou Minc.

A Abras vai incentivar cada empresa da cadeia de abastecimento de carne bovina a fazer a adesão ao programa. A certificação é imparcial e independente e identifica ações de proteção ao meio ambiente, respeito ao consumidor e respeito às questões sociais, trabalhistas e de saúde.

Para Minc, é uma coisa histórica o lançamento da Certificação acontecer no dia em que começa a Conferência do Clima (COP-15) e ressaltou a importância desse tipo de iniciativa. A Abras tem participado de campanhas ambientais como a Saco é um Saco, do Ministério do Meio Ambiente.

Minc ainda elogiou a Abras por ter "tomando uma posição tão proativa" para a proteção das florestas brasileiras, como esse acordo. Para ele, a médio prazo todos ganham ao certificar o elo da produção e o consumidor não comprar produtos que sejam de áreas degradadas. "Daqui a pouco o pecuarista que não tá legal vai se modernizar, proteger os biomas. No fundo, todo mundo ganha, melhora a qualidade do produto".

O acordo foi assinado pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, e pelo presidente da Abras, Sussumu Honda, que também fecharam parceria para elaboração de um banco de dados e acesso às informações.

Preliminarmente, algumas empresas já aderiram à Certificação. Cerca de 20 supermercados, como Carrefour, Pão de Açúcar e Walmart, e oito frigoríficos, entre eles JBS e Bertin, já são signatários do programa. A Abras tem mais de 70 mil empresas associadas.

O Certificado será colocado na embalagem da carne exposta aos consumidores. Os frigoríficos terão de contratar empresas certificadoras pré-selecionadas pela Abras, para garantir que o produtos tenha o selo comprovando ser de processo de produção sustentável.

Os supermercados e frigoríficos podem solicitar a certificação no site da Abras (www.abras.com.br). Cada certificado tem a validade de três anos, no entanto serão realizadas auditorias de manutenção. A Abras será responsável por qualificar os organismos de certificação. (Fonte: MMA)
Related Posts with Thumbnails