16 de nov de 2009

Londrina/PR lança projeto para reaproveitar óleo de cozinha de restaurantes


Um projeto em Londrina (PR), que deve chegar a São Paulo nos próximos meses, se propõe a coletar sobras de óleo de cozinha não só de restaurantes e lanchonetes, mas também de toda a população. A iniciativa, da prefeitura e de uma agroindústria, foi lançada em novembro. Foram instalados 350 pontos de coletas em toda a cidade. Galões de coleta estão sendo entregues a moradores. A cada um milhão de litros coletados, a empresa BF Ambiental vai pagar R$ 0,20 por litro para uma entidade assistencial. O óleo de uso doméstico despejado em pias de cozinha gera problemas ambientais graves, como a poluição de rios, lençóis freáticos e de estações de tratamento de água. Nos próximos dois anos, a BF Ambiental quer levar o projeto, chamado "Eco Óleo, Eco Vida", aos sete Estados onde o grupo comercializa seus produtos (RS, SC, PR, SP, RJ, MG e ES). Todo o óleo coletado é transportado pela empresa para uma refinaria em Rolândia (norte do PR), onde é usado na fabricação de ração de animais, tintura para cosméticos e de biocombustível. A refinaria tem capacidade para processar 100 mil litros de óleo por dia. Redes - Hoje, grandes redes de restaurantes e as indústrias alimentícias já reaproveitam o óleo de cozinha. Para Alexandre Rainato Genta, diretor da BF, a novidade da iniciativa é estimular o reaproveitamento também em casas. Segundo a empresa, a quantidade de um milhão de litros deve ser coletada a cada três meses em uma cidade do porte de Londrina (500 mil habitantes). A escolha da entidade a ser beneficiada é decidida em comum acordo entre a empresa e os conselhos municipais de Ação Social e Ambiental. Na cidade paranaense, a primeira entidade a ser ajudada será o Hospital do Câncer. Nesta semana, o programa será estendido a outros 15 municípios do norte do Paraná. Segundo Genta, a empresa negocia com redes de supermercados da Grande São Paulo a implantação do projeto na região. "A previsão é de o projeto chegar a São Paulo em quatro meses", diz. (Fonte: AmbienteBrasil)
Related Posts with Thumbnails